terça-feira, 1 de abril de 2014

Ordem Secular dos Carmelitas Descalços


Santa Teresa de Jesus
A Ordem dos Carmelitas Descalços Seculares (O.C.D.S.) “é uma associação de fiéis que se comprometem a procurar no mundo a perfeição evangélica, inspirando e nutrindo a sua vida cristã com a espiritualidade e a orientação do Carmelo Teresiano” (artigo 1 da Norma de Vida). Ou seja, o Carmelo Secular é constituído por leigos que procuram viver fielmente a sua vocação de batizados, pondo em prática o Evangelho com a ajuda da espiritualidade carmelitana.
Os seus membros constituem-se em pequenas fraternidades e “pertencem inteiramente à família carmelitana e são filhos da mesma Ordem, na comunhão fraterna dos mesmos bens espirituais, na participação da mesma vocação à santidade e da mesma missão na Igreja com a diferença essencial do estado de vida”. (Artigo 1 da Norma de Vida).
Os Leigos carmelitas, celibatários ou casados, formam uma mesma família com as Monjas de clausura e os Frades. A missão é comum a todos os carmelitas: anunciar ao Homem atual que é habitado por Deus e que nele reside a alegria e a verdadeira felicidade.
Inspirados pela vida e ensinamentos de Santa Teresa de Jesus, Monjas, Frades e Leigos, buscam o rosto de Deus para estar ao serviço da Igreja e do mundo. 
 Qual a vocação do Carmelita Secular? 
A vocação dos Leigos Carmelitas é uma vocação contemplativa, laical e apostólica. Partindo do encontro pessoal com Deus pela oração, o Carmelita Secular, sem perder ou desvalorizar a sua condição laical, vai exercer o seu apostolado no ambiente familiar, profissional e eclesial em que está inserido. 
 Características do Carmelo Secular: 
1. Oração
Cada membro do Carmelo Secular deve privilegiar um tempo diário para a oração para deste modo crescer na intimidade com Deus, a fim de levá-lo aos irmãos.
A oração é o fundamento da vida do Carmelo. A fidelidade à oração, corresponde à fidelidade ao principal preceito da Regra carmelitana: “meditar dia e noite na Lei do Senhor” (conforme o nº 9 da Regra Primitiva da Ordem da Bem-aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo).
Na oração e no trato amistoso com Deus o Carmelita encontra a razão de ser da sua vocação e do seu apostolado. 
  2. Promessas
Através das Promessas os membros exprimem a sua firme decisão de procurar cada dia a perfeição evangélica. Este gesto estabelece um vínculo espiritual e jurídico com a Ordem dos Carmelitas Descalços.
Em comunhão com Maria e com toda a Ordem, os membros do Carmelo Secular que o desejarem, exprimem o seu desejo de seguir a Cristo mais de perto, segundo os conselhos evangélicos de pobreza, castidade e obediência conforme o seu estado de vida (celibatários ou casados). 
 3. Apostolado

A primeira forma de apostolado do Leigo Carmelita é a oração. É a partir da sua relação de amizade com Deus que se desenvolverá todo o seu apostolado. Assim, deve procurar ser “fermento” e “sal da terra” no mundo e ambiente em que vive; partilhar na vida pastoral da Igreja local; ajudar as pessoas a desenvolverem a sua vida espiritual e colaborar nas obras e iniciativas da Ordem.

2 comentários:

  1. Muito bem, queridos irmãos! Que passos belos Vocês estão dando no Caminho que sobe a Montanha do Carmelo, que é o Cristo Jesus! - Quanto ao e-mail que recebi de Vv. responderei ainda hoje. Abraço todos, e que Deus vos abençoe. Gustavo Graciano de Sta.Teresa de Jesus, ocds

    ResponderExcluir
  2. GUSTAVO GRACIANO DE STA.TERESA DE JESUS,OCDS26 de agosto de 2014 13:44

    Luís Carlos, Fábio, meus irmãos: Apreciaria muito se o blog e o grupo se apresentassem como rezam as nossas Constituições atuais da OCDS: Cap.I, #3: "Os membros da Ordem dos Carmelitas Descalços Seculares são fiéis da Igreja, chamados a viver 'em obséquio de Jesus Cristo' por meio da 'amizade com Quem sabemos que nos ama', servindo à Igreja. Sob a proteção de Nossa Senhora do Monte Carmelo, segundo a inspiração de Santa Teresa de Jesus e São João da Cruz e na tradição bíblica do profeta Elias, buscam aprofundar o compromisso cristão recebido no Batismo."
    É inadiável nos debruçarmos nas nossas Constituições, a pouco e pouco, mas firmemente. Só assim adquiriremos o perfil cristão-carmelitano. Ligados na oração, Gustavo Graciano de Sta Teresa de Jesus, ocds

    ResponderExcluir